Patologias do ouvido interno que provocam surdez: como reabilitar

O ouvido interno é constituído por duas partes: parte anterior, cóclea, (responsável pela audição) e parte posterior, sistema vestibular (responsável pelo equilíbrio).

Os distúrbios do ouvido interno podem afetar a audição (surdez neurossensorial) e/ou o equilíbrio.

As patologias do ouvido interno mais comuns, que provocam surdez, devem-se a:

1) Problemas ocorridos na gravidez e/ou durante o parto e a causas genéticas

Infeções como a rubéola ou toxoplasmose durante a gravidez, entre outras, problemas durante o parto, como falta de oxigenação temporária, infeções bacterianas, icterícia, podem provocar surdez. Doenças genéticas associadas ou não a síndromes, podem também resultar em surdez. A habilitação auditiva destas crianças é normalmente feita por próteses auditivas e em casos mais graves, por implantes cocleares.

2) Presbiacusia

Surdez resultante dum processo natural de envelhecimento do ouvido interno. Com a idade vai-se perdendo a capacidade de ouvir e perceber os sons. Normalmente a presbiacusia inicia-se pelas altas frequências e gradualmente vai atingindo as outras frequências. A reabilitação mais comum é feita com recurso a próteses auditivas.

3) Traumatismo acústico

Surdez provocada por exposição prolongada a ruídos ou por uma explosão podem danificar as células ciliadas da cóclea. Esta perda auditiva, normalmente é reabilitada através de próteses auditivas.

4) Doença de Ménière

Esta doença é devida a um aumento da pressão da endolinfa (liquido existente no ouvido interno). Pode provocar surdez neurossensorial flutuante, zumbido e vertigem. Os testes de diagnóstico mais eficazes são o audiograma e a eletrococleografia. Como primeira linha de tratamento existem os diuréticos e uma dieta pobre em sal. A perda auditiva começa normalmente pelas baixas frequências, podendo progredir para as outras frequências. É necessária, a maior parte das vezes, o recurso a próteses auditivas.

5) Ototoxicidade

É o dano causado por alguns medicamentos (neomicina, canamicina, ácido etacrínico, sacilatos, antineoplásicos e outros) que provocam lesão das células ciliadas da cóclea. Podem causar efeitos temporários ou permanentes, reversíveis ou não. Os sintomas mais comuns são zumbido, vertigem e surdez. A sua reabilitação é feita por próteses auditivas.

6) Surdez súbita

Perda aditiva repentina, muitas vezes associada a zumbido e/ou tontura. As causas mais frequentes da surdez súbita são má vascularização do ouvido interno ou infeção viral, entre outras. O tratamento é essencialmente clínico e quando não há recuperação da audição, pode ser útil o recurso a próteses auditivas ou implante coclear.

7) Neurinoma do acústico

É um tumor benigno do nervo auditivo, que tem origem nas células que recobrem o nervo. À medida que o tumor cresce, pressiona o nervo provocando surdez, zumbido e muitas vezes vertigens, ou desequilíbrios. Este crescimento pode por vezes atingir outros nervos, como é o caso dos nervos facial e trigémeo. O diagnóstico baseia-se em testes auditivos (audiograma e potenciais evocados auditivos) e ressonância magnética. A reabilitação é feita cirurgicamente ou por radiocirurgia estereostática, não invasiva (Gamma Knife).

8) Herpes zoster oticus

É uma infeção provocada pelo vírus do herpes zoster que se aloja nos gânglios que controlam o nervo auditivo e o nervo facial.

A causa mais frequente ocorre normalmente quando o sistema imunológico está enfraquecido. O tratamento é clínico através de opiáceos ou antivirais. Pessoas que têm paralisia facial associada podem precisar de um procedimento cirúrgico para aliviar a pressão sobre o nervo facial.

9) Traumatismo craniano

Traumas associados a ferimentos na cabeça podem afetar o ouvido interno. Normalmente provocam surdez total e a sua reabilitação só é possível através de implante coclear.

10) Doenças autoimunes

Algumas doenças autoimunes, sendo doenças sistémicas, podem atingir o ouvido interno, provocando surdez e vertigem. Como exemplo, temos o lúpus eritematoso sistémico, granulomatose de Wegener, síndrome de Cogan, vasculites primárias, entre outras. Além do tratamento médico, quando se instala perda auditiva, esta só se pode reabilitar com próteses auditivas ou implante coclear.

Ver Artigo >>>http://stopcancerportugal.com/2021/05/27/patologias-mais-comuns-do-ouvido-interno-que-provocam-surdez/

Referência: https://www.bootshearingcare.com/hearing-health/conditions/

Créditos de imagem: https://lmhofmeyr.co.za/wp-content/uploads/2015/08/Louis.jpg

Artigo publicado por:

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de navegação.