Rinoseptoplastia

O que é?

Este tipo de cirurgia compreende a correção da deformidade estética nasal (rinoplastia) e da parte funcional (septoplastia), isto é para que o paciente também fique a respirar bem pelo nariz.

Todos os pacientes que fazem rinoplastia devem fazer septoplastia ou vice/versa?

Não, nem todos os doentes que necessitam de cirurgia estética nasal precisam de septoplastia, já que há doentes que apesar das deformidades nasais respiram bem pelo nariz, ou apenas com uma pequena intervenção no consultório sob anestesia local, denominada electrocauterização dos cornetos inferiores ficam sem dificuldade respiratória.

Consulta de avaliação inicial – o que esperar?

Na primeira consulta o doente irá explicar ao médico quais as suas expectativas e desejos em detalhe sobre o aspecto e funcionamento nasal. Por vezes, existem diferenças de opinião entre aquilo que o doente e o médico acham que possa ser um problema e isso deverá ser esclarecido.
O médico deverá determinar se o que o paciente deseja é viável cirurgicamente, já que os médicos não são computadores (às vezes os resultados obtidos em aplicação photoshop não são os reais, e vice/versa, pode acontecer ao contrário, os reais são melhores que os informatizados!). Existem alguns doentes com expectativas irrealistas (ex.: “Quero um nariz igual à Angelina Jolie”), que também deverão ser esclarecidos.
O médico irá fazer um plano cirúrgico, bem como fotografias de pré-operatório.

Quem deve fazer uma septoplastia?

Os doentes que apresentam um desvio do septo nasal que lhes causa obstrução mecânica e que por isso, apresentam dificuldade respiratória nasal, episódios de rinosinusite, obstrução nasal quando existe agravamento de rinite alérgica, roncopatia ou dor de cabeça causada pelo desvio.

Vou ficar com alguma cicatriz?

Depende da via de intervenção, se a via for externa o doente fica com uma pequena cicatriz que ao final de aproximadamente 1,5 mês é praticamente impercetível. Se a via for endonasal não fica com cicatriz externamente visível.

O pós-operatório é doloroso?

Não, o pós-operatório não é doloroso. O doente pode esporadicamente necessitar de paracetamol ou ibuprofeno para aliviar o desconforto e por norma não sente “grande” dor. Pode ficar inchado/edemaciado ou com hematoma normalmente nos primeiros 8 a 15 dias após a cirurgia. Ao final de um mês praticamente 80% do edema já foi reabsorvido, mas pode demorar vários meses até desaparecer na totalidade.
Durante a primeira semana de pós-operatório o doente tem um tamponamento nasal reabsorvível que é facilmente tolerado. Nessa peródo o doente denota alguma dificuldade respiratória principalmente durante a noite.
Durante os primeiros quinze dias o doente fica com uma tala.

Quais os cuidados a ter no pós-operatorio?

Na primeira semana o doente deverá colocar gelo várias vezes por dia para diminuir o inchaço/edema ou hematoma. Pode também ser necessário um creme à base de arnica para que o hematoma seja reabsorvido mais rapidamente.
Deve evitar traumatismos, desportos que de alguma forma possam lesionar o nariz. Se usar óculos e se estes não forem leves deverá questionar o seu médico para saber quando os poderá utilizar de novo.
Durante um período prolongado deverá utilizar creme de proteção total sobre a pele nasal.

Artigo publicado por:

Especialista de Otorrinolaringologia e Cirurgia da Cabeça e Pescoço
Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de navegação.