Dia Mundial da Voz – 16 de Abril 2021

A voz é tudo! Considerando que a voz é, por excelência, a capacidade que possuímos e privilegiamos para comunicar, veiculando a nossa expressão verbal oral, é um bem inato cuja integridade devemos preservar.

A competência vocal com que o ser humano é dotado, consiste numa capacidade de inequívoca importância para o seu desenvolvimento biopsicossocial, dado que desde do nascimento, todos temos a possibilidade de nos relacionarmos com tudo o que integra a nossa esfera de influência usando a emissão vocal, no início com choro, sons, gorjeios, depois com palavras simples, que vão dando lugar a pequenas frases evoluindo para um discurso fluente, cuja percepção está intimamente dependente do bom uso do nosso aparelho vocal.

A voz é gerada na laringe, tendo por base o ar expirado proveniente dos pulmões, coluna de ar ascendente que ao alcançar a laringe e com a acção simultânea e concertada dum conjunto de músculos, incluindo cordas vocais (pregas vocais), faz com que estas vibrem. A voz é depois ampliada e modificada nas cavidades de ressonância (faringe, boca, cavidade nasal) e modulada pelos órgãos de articulação (língua, lábios, dentes, palato mole, úvula, palato duro) .

Quando nesta complexa sequência de factores biomecânicos associados à produção da voz, ocorre um condicionamento no frágil equilíbrio que norteia o seu funcionamento, estabilidade que habitualmente só se valoriza quando somos acometidos pelas suas consequências, ficamos expostos a limitações vocais de diferentes graus de severidade, na certeza porém, que irá afectar, sempre, a nossa capacidade de comunicar.

A prevenção da saúde vocal assume-se como preponderante para minimizar a possibilidade do surgimento de perturbações, sendo desejável que para o efeito se vá bebendo água ao longo do dia e que se tenham comportamentos adequados evitando:

  • O consumo de tabaco e/ou álcool
  • Ingestão de bebidas geladas
  • Ingestão de alimentos demasiado condimentados
  • Expor-se a variações bruscas de temperatura
  • Ambientes com ar condicionado
  • Más posturas, sobretudo ao nível do pescoço e cabeça
  • Pigarrear
  • Fazer abusos vocais

A bem de uma voz saudável, faça por isso.

Artigo publicado por:

Terapeuta da Fala
Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de navegação.