Cirurgia às adenóides e amígdalas na criança

Compreenda o que é…

As Amígdalas e Adenoides são aglomerados de tecido linfoide (semelhantes aos vulgares gânglios que existem em outras partes do corpo) que se encontram respetivamente na orofaringe (parte de trás da boca) e rinofaringe (parte de trás do nariz). A sua função primária de defesa do organismo, é por vezes destronada quer por infeção crónica, quer por crescimento excessivo e daí podem resultar problemas de saúde importantes. A remoção das amígdalas denomina-se Amigdalectomia e a excisão de adenoides – Adenoidectomia. Por norma, o procedimento é realizado simultaneamente daí a designação Adenoamigdalectomia.

O que afecta as Adenoides e Amígdalas?

Por norma, as duas situações mais comuns que afetam estas estruturas são infeções de repetição e crescimento excessivo que provoca obstrução nasal, dificuldade respiratória, distúrbios na deglutição, problemas de sono e de audição.
Podem existir ainda situações importantes de infeção que provocam abcesso, e, embora muito raramente existem tumores da amígdala, que necessitam de diagnóstico rápido e tratamento agressivo.

Quando procurar um médico?

Se existem queixas de dificuldade respiratória, infeções de repetição, roncopatia com ou sem apneia, história de otites, diminuição da audição.

Como vai o médico estudar o caso?

  • História clínica.
  • Observação dos ouvidos, nariz, garganta e pescoço com auxílio microscópio, ou uma fibra flexível zaragatoa, para verificar se a infeção é bacteriana.
  • Análise sanguínea quando existe suspeita de mononucleose.
  • Polisonografia, para verificar se se ressona e ou faz paragem respiratória durante o sono (apneia).

Sinais e Sintomas

  • Amígdalas muito “vermelhas” ou com placas /pontos brancos ou amarelos
  • Voz de “batata quente na boca” ou anasalada.
  • Respiração ruidosa durante o dia/ noite.
  • Paragens respiratórias durante o sono (apneia).
  • Come com a boca entreaberta.
  • Sonolência, hiperatividade ou déficit de atenção.
  • Dificuldade auditiva.
  • Dor de garganta por vezes acompanhada de dor de ouvido
  • Dor quando engole
  • Mau hálito
  • Febre
  • Gânglios do pescoço aumentados
  • Nariz constantemente com pingo
  • Otites de repetição

Como se trata?

Com cirurgia de remoção de adenoides (adenoidectomia) associada ou não a exérese de amígdalas (amigdalectomia). Quando se faz os dois procedimentos simultaneamente a cirurgia denomina-se de adenoamigdalectomia. Na cirurgia das amígdalas poder-se-á fazer remoção parcial ou total de acordo com indicação. Pode ainda haver necessidade da colocação de tubos de ventilação quando a criança faz otites de repetição ou apresenta otite média com efusão (derrame). A cirurgia demora 30 a 45 minutos. O doente entra e tem alta no próprio dia, não passa a noite no hospital, salvo raras exceções, por ex. crianças com idade inferior a 3 anos, ou que vivem longe da clínica.

Baseado em ‘Clinical Practice Guidelines – Tonsillectomy in Children’ American Academy Otolaryngology – Head and Neck Surgery.

Artigo publicado por:

Especialista de Otorrinolaringologia e Cirurgia da Cabeça e Pescoço